Artigos

Como fazer uma distribuição de vagas de garagem justa?

como-fazer-uma-distribuicao-de-vagas-de-garagem-justa.jpeg
Perspectiva
Escrito por Perspectiva

Sabemos que a garagem é um dos assuntos que mais causam conflitos em condomínios. A quantidade de vagas, a distribuição, o número de vagas por apartamento, estacionamentos em locais errados e danos causados por outros vizinhos são alguns dos problemas recorrentes e que causam dores de cabeça aos síndicos.

Em primeiro lugar, é extremamente importante que se utilize a convenção do condomínio para a divisão das vagas. A maioria delas determina que cada apartamento tem direito a uma única vaga, que será destinada a um automóvel. Além disso, na maior parte das vezes, o estacionamento pode ser utilizado somente por moradores do condomínio, restringindo as vagas para locação externa.

Então, todos os problemas relacionados às vagas de garagem podem ser resolvidos por meio da convenção? Infelizmente não. Existem diversos outros assuntos que causam dores de cabeça aos síndicos, e que merecem atenção especial para serem resolvidos da melhor maneira possível. Para te ajudar, iremos citar os principais deles a seguir. Confira!

Dimensão das vagas

Esse é um dos maiores problemas quanto às vagas.  Primeiramente, é preciso determinar a dimensão total da garagem para verificar se ela poderá comportar todas as vagas necessárias para os apartamentos — vale ressaltar que, comumente, é destinada uma vaga para cada morador.

Cada vaga na garagem deve ter, aproximadamente, 2,5×5 metros, um tamanho adequado para praticamente todos os tipos de carro. Porém, é importante lembrar que, para cada cidade, existe uma legislação específica com a medida mínima para a vaga.

Além disso, é preciso seguir as NBR 9050, que trazem alguns pontos importantes sobe as vagas, como sinalização horizontal, rota acessível para todos os moradores, vagas destinadas a idosos e deficientes, entre outros.

Dois carros e uma vaga

Apesar da maioria das garagens de condomínio possuir somente uma vaga, muitos moradores podem exigir um espaço adicional. Nesses casos, cabe ao síndico explicitar que as regras do condomínio não permitem o uso desses espaços adicionais. Se, contudo, algumas vagas não estiverem sendo utilizadas por outros moradores, é possível que elas sejam alugadas, beneficiando ambas as partes.

Determinação vagas

Mesmo que a distribuição das vagas seja feita com base em cálculos e estudos, algumas podem estar localizadas em lugares ruins. Nesse caso, como dividi-las entre os apartamentos? Alguns regulamentos já determinam exatamente qual vaga pertencente a qual apartamento, o que não deixa espaço para alterações.

Porém, quando isso não ocorre, é indicado que se faça um rodízio, permitindo que todos os condôminos ocupem ocasionalmente os locais bons e ruins — o que garante a igualdade entre os moradores. O rodízio (e sua periodicidade) pode constar na convenção ou ser determinado pelo síndico.

Problemas adicionais

Além dos problemas comuns relacionados às vagas de garagem, existem aqueles que surgem periodicamente, como moradores espaçosos demais, o uso das vagas como depósito, problemas na circulação de carros, entre outros.

Nesses casos, é recomendado que se faça uma reunião de condomínio com uma pauta contendo todas as reclamações relacionadas ao uso da garagem. Nela, será decidida a melhor solução, de que todos os moradores — ou ao menos a maioria deles — estarão de acordo. Assim, é possível resolver o problema sem deixar as regras e opiniões gerais de lado.

Percebeu como a distribuição de vagas de garagem é importante? Quer conhecer ainda mais sobre o assunto? Então não deixe de assinar nossa newsletter e fique por dentro de todos nossos conteúdos!

Sobre o autor

Perspectiva

Perspectiva

Uma empresa nova no mercado que já nasce com 15 anos de experiência, fruto das atividades anteriores de seus sócios no mesmo ramo.

Deixar comentário.

Share This
Navegação